Notícia do Portal

17/07/2017 10:42 (471 acessos)

Professores de Educação Física participam de evento sobre Orientação da Vocação e Detecção de Talentos Esportivos

 

Sergipe será o primeiro estado onde o projeto será aplicado

 

Por Ítalo Marcos

 

Profissionais de Educação Física assistiram no último sábado, 15, a palestra do professor doutor Estélio Henrique Martin Dantas, cujo tema trabalhado foi "Orientação da Vocação e Detecção de Talentos Esportivos". O evento foi realizado através de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Educação e a Universidade Tiradentes, e aconteceu no Campus Farolândia da Unit, em Aracaju.

 

A palestra foi uma oportunidade para que os professores de Educação Física pudessem adquirir novos conhecimentos sobre orientação da vocação e detecção de talentos. A abertura foi feita pelo presidente do Conselho Regional de Educação Física de Sergipe, Gilson Dória Leite Filho, que abriu espaço para debates e tirou dúvidas dos profissionais.

 

O palestrante, professor Estélio Henrique Martin Dantas, falou sobre o projeto de Orientação da Vocação e Detecção de Talentos Esportivos, que está sendo desenvolvido desde 2015 com o apoio do Ministério do Esporte e Comitê Olímpico Brasileiro. Segundo ele, essa é uma proposta de Política Pública para criar uma metodologia brasileira de orientação e detecção de talentos esportivos das crianças.

 

"Vamos apresentar o projeto e levar os professores para verem na prática a avaliação que faremos com as crianças.  A partir de agosto vamos desenvolver o estudo-piloto. Em 2018 vamos englobar todo o estado de Sergipe, que será o primeiro do país onde o projeto será aplicado. A partir de 2019, iremos levar para os outros estados do Brasil", disse.

 

De acordo com o professor Estélio Henrique, a ideia é que os profissionais de Educação Física tenham em mãos uma bateria de testes para conseguirem identificar a vocação esportiva dos alunos. "Aquele garoto que, às vezes, ninguém dava nada por ele, de repente poderá ser um ótimo jogador. Eu, por exemplo, era péssimo em futebol, mas fui campeão pan-americano de espada", explicou.

 

Detectar talentos

 

O grande objetivo do projeto é a detecção de talentos esportivos. Foi o que explicou Ailton Fernandes Santana de Oliveira, do Centro de Desenvolvimento de Pesquisas em Políticas de Esporte e Lazer de Sergipe (CDPPEL). Segundo ele, a escola tem um papel fundamental na prática esportiva.

 

"Esse projeto faz parte de uma Política Pública de Esporte, visando a detecção de talentos para futuros atletas, para que possam participar de competições estaduais, nacionais e internacionais. É a qualificação esportiva através da pesquisa", afirmou.

Voltar à página anterior