Notícia do Portal

17/07/2017 10:46 (150 acessos)

Estudantes do Agonalto Pacheco e da Escola Família Agrícola de Ladeirinhas apresentam trabalhos em evento de ensino profissionalizante

 

Por Ítalo Marcos

 

O dia de encerramento do 2º Workshop de Criatividade e Alfabetização Midiática e Informacional Digital na Formação Técnico Profissional ocorrido neste sábado, 15, contou com a apresentação dos resultados das atividades desenvolvidas por alunos do Centro Estadual de Educação Profissional Agonalto Pacheco, do município de Neópolis, e da Escola Família Agrícola de Ladeirinhas (EFAL), de Japoatã. O chefe do Serviço de Educação Profissional da Secretaria de Estado da Educação (Sepro/Seed), Elito Hora, acompanhou a programação.

 

O professor Ronaldo Linhares, técnico do Serviço de Educação Profissional da Secretaria de Estado da Educação (Sepro/DED), explicou que o projeto já vem sendo desenvolvido há dois anos, financiado pela Capes e Fapitec, e que propõe a montagem e construção do Núcleo de Ciência, Tecnologia e Inovação nas escolas de ensino básico.

 

"Desenvolvemos com essas duas escolas projetos para letramento midiático. Eles produziram vídeos, programas de rádio, jornais, trabalharam com estratégias criativas inovadoras, mapas mentais, entre outras atividades e oficinas. Estamos encerrando hoje com a apresentação de alguns resultados e fazendo uma avaliação geral do projeto", explicou.

 

Atividades e oficinas

 

Durante o evento, foi apresentado um resumo das atividades desenvolvidas, com temáticas relativas à formação técnica dos alunos. Uma das atividades foi um canal de vídeos no Youtube, produzido pelos estudantes da Escola Família Agrícola de Ladeirinhas.

 

"A produção deles teve bons resultados. E apesar de o Workshop estar se encerrando hoje, já fomos convidados pelas duas escolas para darmos continuidade às oficinas", disse Ronaldo Linhares.

 

O aluno José Ermício Ferreira Nunes Santos, do 3º ano da Escola Família Agrícola de Ladeirinhas, ressaltou que as atividades foram bastante produtivas. "Fizemos diversas oficinas e os resultados foram muito positivos. Os oficineiros nos passaram a metodologia de ensino deles, que é totalmente diferente da que vemos na escola. Desenvolvemos projetos de mapas mentais, criação de vídeos, oficina de games, oficina de letramento, entre outros. Teve ainda um sobre reaproveitamento da água do banho, que a Embrapa aprovou e vai financiar", destacou.

 

Núcleo CT&I EB

 

Um dos objetivos do Núcleo de CT&I EB é desenvolver ações de "Criatividade e Literácia Midiática e Informacional para a docência e formação técnico profissional que integre alfabetização informacional, letramento digital, docência e produção colaborativa de conhecimento.

 

Também estão entre as metas do núcleo competências de uso das TICs voltadas para a produção e divulgação de objetos digitais e de aprendizagem, mediação criativa para desbloqueio de criatividade e desenvolvimento de mapas mentais, conceituais e dialógicos como apoio ao ensino da ciência.

Voltar à página anterior