Notícia do Portal

14/11/2017 18:00 (308 acessos)

Colaboração com os municípios: Governo encerra 2ª Capacitação em Atendimento Educacional Especializado


Estruturada em 16 módulos, esta formação continuada foi direcionada a técnicos pedagógicos e professores, de 55 municípios sergipanos, que atuam em salas de recursos multifuncionais em escolas públicas e prestam atendimento especializado a alunos com deficiências


Por Lucas Silva

 

Coordenada pelo Departamento de Educação da Secretaria de Estado da Educação, por meio da Divisão de Educação Especial do Serviço de Educação em Direitos Humanos (Dieesp/SEDH/Ded/Seed), a II Capacitação em Atendimento Educacional Especializado foi encerrada nesta terça-feira, 14, em cerimônia oficial realizada no auditório da Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (Fanese), em Aracaju. Todo evento foi traduzido simultaneamente em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras).

 

Esta formação é uma ação do Governo do Estado, desenvolvida em regime de colaboração com os municípios sergipanos e destinada a técnicos pedagógicos e professores que atuam nas salas de recursos multifuncionais das escolas públicas, que tem por objetivo promover a melhoria da qualidade dos serviços em Atendimento Educacional Especializado (AEE). Desta segunda edição participaram profissionais de Educação de 55 redes públicas municipais de Ensino de Sergipe.

 

Ao representar o secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, durante a cerimônia de encerramento da II Capacitação em AEE, a professora Gabriela Zelice, diretora do Departamento de Educação da Seed, reafirmou o emprenho da secretaria estadual de Educação em trabalhar de forma articulada com as prefeituras sergipanas, responsáveis pelo gerenciamento das redes públicas municipais de Educação, na oferta qualificada de ensino aos estudantes da escola pública.

 

"Não temos alunos da rede privada ou da rede pública, seja municipal ou estadual, temos alunos, sem distinções. E, neste sentido, a Seed coloca à disposição das secretarias de Educação dos municípios sergipanos todos os seus programas e ações para serem trabalhados em regime de colaboração", destacou Zelice, ao agradecer a dedicação da professora Josevanda Mendonça Franco, diretora do Sedh/Seed, e à equipe técnica da Divisão de Educação Especial (Dieesp) pelo trabalho desenvolvido ao longo do ano na II Capacitação em AEE.

 

De acordo com a professora Josevanda Franco, ao ofertar esse programa de formação continuada, a Seed está cumprindo com o dever do Estado em subsidiar os municípios, do ponto de vista técnico, na formação de novos profissionais, e na melhoria da qualidade dos serviços educacionais prestados. "No Serviço de Educação em Direitos Humanos da Seed, temos dedicado boa parte de nossa atenção à educação especial. Já são quase 1.000 profissionais capacitados, a partir do trabalho de multiplicação dos conhecimentos adquiridos nas oficinas ofertadas dentro da Capacitação em Atendimento Educacional Especializado, por parte dos cursistas", frisou, ao salientar a importância da parceria com outros órgãos do Estado como a Secretaria da Saúde (Ses), "determinante para o trabalho que realizamos, considerando a necessidade de articulação e intersetorialidade das ações desenvolvidas".

 

Capacitação


Segundo a professora Alda Valéria Santos de Melo, técnica do Dieesp/SEDH/ded/Seed, nesta segunda edição da Capacitação em AEE, participaram professores de 55 municípios sergipanos, que se reuniram quinzenalmente, para atividades de formação teórica e prática.

 

"Com esta capacitação, trabalhamos conceitos sobre deficiências, apresentamos propostas de adaptação curricular e de avalição do aluno com necessidade de atendimento especializado. Foram convidados a participar todos os professores que já atuam em salas de recursos multifuncionais (SRM) da rede estadual. Convidamos também professores de todas as 75 redes municipais de Educação, sendo que destes, muitos ainda não atuam em SRM, então esse trabalho serviu também para preparar os que ainda terão atuação efetiva em AEE", explicou a professora Alda, ao afirmar que para 2018, o Dieesp formatou um trabalho de formação continuada apenas com oficinas, voltado à parte prática do AEE.

 

Participante da II Capacitação em AEE, Ivanilde dos Reis Passos, professora e técnica de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação de Itaporanga D´Ajuda, destaca que o apoio que a Seed tem dado a rede pública de ensino do município tem sido fundamental para suprir os anseios dos professores por uma formação específica em educação inclusiva.

 

"Foi uma formação muito rica em termos de conhecimento. Buscamos a parceria da Secretaria de Estado da Educação, imprescindível para a Educação do município, justamente por este motivo. Através deste suporte, pudemos formar multiplicadores em nossa rede, que serão os responsáveis por retransmitir esses conhecimentos aos demais professores das escolas municipais", disse Ivanilde.

 

A Capacitação Para Atendimento Educacional Especializado é uma ferramenta que visa oportunizar aos professores uma discussão aprofundada sobre a política de educação especial a partir da perspectiva inclusiva. Foram estudados e debatidos temas como deficiência física, deficiência auditiva, surdocegueira, deficiência intelectual, transtorno do espectro autista, altas habilidades/superdotação, microcefalia e suas características e estimulação precoce.

 

Com a disposição de ser mais uma multiplicadora dos conhecimentos adquiridos por meio desta formação, a cursista Maria Chirlei da Conceição, professora da rede municipal de ensino de Feira Nova, afirma que participou para aprender mais sobre a inclusão na área educacional. Segundo ela, apensar de ainda não trabalhar em sala de recursos multifuncionais, "já tinha interesse em aprender a como lidar com alunos que necessitam de atendimento especializado. "Os professores têm de estar preparados para trabalhar com alunos deficiente, ter no mínimo conhecimentos básicos para atender alunos que possuem deficiência. Este curso foi uma oportunidade que surgiu e eu abracei", completou a Chirlei.

 

Participaram do evento de encerramento da II Capacitação em Atendimento Educacional Especializado a promotora Berenice Andrade de Melo, coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa dos Direitos Humanos do Ministério Público do Estado de Sergipe, e também Mônica Soares, coordenadora dos cursos de Pós-graduação da Fanese. Estiveram presentes à solenidade todos os cursistas, secretários municipais de Educação e o presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime, seccional Sergipe), Thiago Carvalho.

 

AEE

 

De acordo com o Decreto nº 6571, de 17 de setembro de 2008, publicado pelo Ministério da Educação, considera-se atendimento educacional especializado o conjunto de atividades, recursos de acessibilidade e pedagógicos organizados institucionalmente, prestado de forma complementar ou suplementar à formação dos alunos no ensino regular. Sendo assim, esse atendimento deve integrar a proposta pedagógica da escola, envolver a participação da família e ser realizado em articulação com as demais políticas públicas.

 

Voltar à página anterior