Notícia do Portal

08/02/2018 11:09 (600 acessos)

Grito de carnaval anima foliões pra lá de especiais no Colégio Estadual João Cardoso

Por: Sílvio Oliveira

 

Quando as marchinhas de carnaval ecoaram nesta quinta-feira, 8, no pátio da Escola de Educação Especial João Cardoso Nascimento Júnior, circunscrita à Diretoria de Educação de Aracaju (DEA), não teve quem não demostrasse animação. Professores, pais, cuidadores e alunos especiais caíram na folia, com a realização do Carnaval da Alegria e Inclusão 2018 da unidade escolar.

 

Conta o diretor Anderson de Jesus Reis que o objetivo do grito de carnaval foi levar aos estudantes especiais da escola mais alegria nesta temporada do ano e mostrar que é possível também realizar um trabalho de inclusão, quando há participação de todos. "Professores, pais, todos os integrantes da escola se reuniram para realizar mais uma ação. São 115 alunos matriculados nos turnos da manhã e tarde, muitos com deficiência de alto comprometimento, mas que esses eventos, sempre é um motivo para observamos o quanto ajuda na construção e na inclusão social", disse.

 

A escola mantém um calendário de atividades para todo o ano, com previsão de realizar, nos próximos meses, atividades voltadas à Pascoa e ao período da Semana Santa.

 

Festa de final de ano

 

Em dezembro de 2017, mais precisamente no dia 21, a Escola de Educação Especial João Cardoso Nascimento Júnior preparou para os estudantes uma grande festa de confraternização, com o intuito de finalizar o ano letivo e proporcionar um momento de interação entre as turmas da manhã e da tarde.

 

Em uma das salas, a animação ficou por conta da boate improvisada, com muitas luzes e música dançante. Em outro ambiente, outros alunos assistiam desenhos animados em uma sala de vídeo. Além das atividades em cada sala de aula, a confraternização contou ainda com um almoço para todos os alunos e pais de alunos.

 

O evento contou com a parceria dos Correios, que fizeram doação de presentes, e do projeto Cáritas, que doou cestas básicas, roupas e fraldas descartáveis para os alunos.

 

"Para a gente, esses momentos são de muita emoção, confraternização, integração e inclusão. A Seed está fazendo a diferença ao proporcionar a inclusão da pessoa com deficiência de alto comprometimento, que são os nossos alunos, e isso nos faz ver que estamos no caminho certo", disse o diretor.

Voltar à página anterior