Notícia do Portal

26/06/2018 12:41

Escolas da rede estadual celebram tradições juninas

 

Por Ítalo Marcos

 

Em clima de festejos juninos, escolas da rede estadual de ensino continuam realizando gincanas, festividades e comemorações em homenagens aos ritos nordestinos. Na manhã desta terça-feira, 26, no Centro de Excelência Professor Hamilton Alves Rocha, em São Cristóvão, os alunos participaram da Gincopa (Gincana Junina na Copa). O evento se configurou como uma grande festa no pátio da escola, onde foram montadas barracas com temas de cada país que está participando da Copa do Mundo, misturando com detalhes da cultura junina.

 

Durante a gincana, os estudantes realizaram tarefas, como campeonato de embaixadinhas, apresentações de dança, desfile de bandeiras e mascotes, e exibição de comidas típicas do Nordeste.

 

A diretora Ana Lúcia Lopes destacou que, com bastante criatividade e com a participação da comunidade, o evento teve como objetivo maior o resgate da cultura sergipana. "Aproveitamos a Copa e juntamos com as festas juninas, para que os alunos fizessem uma reflexão e um resgate da tradição das nossas festas e nossa alegria nordestina. Eles se reuniram e organizaram essa festa para que o aprendizado e a cultura ficassem mais enraizadas no coração de todos", disse.

 

Resgate da cultura

 

Os alunos e professores destacaram que um dos grandes ganhos da Gincopa foi o resgate da cultura nordestina.

 

Os estudantes Emily Laíta Figueiredo Barbosa e Marcos Vinícius dos Santos Silva, do 2º ano, estavam vestidos à caráter, representando Lampião e Maria Bonita. "Achei excelente a gente promover esse evento que mistura a Copa e o São João. Eu sou de Salvador, mas quando cheguei aqui e vi a cultura sergipana, gostei bastante", afirmou Emily.

 

A mesma opinião foi compartilhada por Marcos Vinícius. "Vejo como uma oportunidade de mostrar a cultura sergipana. Além disso, foi bem legal juntar com a temática da Copa do Mundo, que é algo que todos gostam", declarou.

 

Uma das tarefas realizadas pelos alunos teve a ver com a disciplina de Química. Eles tiveram que modificar a Tabela Periódica de modo que representasse os diversos países da Copa do Mundo. Além disso, a tabela foi apresentada em diferentes formatos, como bandeira, bola e águia.

 

A professora de Química, Patrícia Fernanda Andrade, falou que essa tarefa aproximou ainda mais os estudantes dos conhecimentos científicos. "Propusemos que eles fizessem um modelo da Tabela Periódica diferenciado do que eles estão acostumados em sala de aula. Eles usaram de toda a criatividade e fizeram em formatos que tivessem algo relacionado com a Copa. É uma maneira lúdica de aprender", explicou.

 

A estudante Luana Feitosa, do 2º ano, estava bastante animada na Gincopa. "Além de o São João e a Copa coincidirem no mesmo mês, são eventos que chamam a atenção e agregam muitas pessoas. Então essa junção acaba resultando nessa grande festa. Foi tudo feito em equipe pelos alunos", disse. Quem também gostou da gincana foi o seu colega Diogo Barreto Macedo. "Além dos conhecimentos da cultura nordestina, a gente acaba explorando esse campeonato esportivo mundial, até porque a copa do mundo é um evento de grande porte, e tanto ela quanto o São João nos trazem muita alegria", disse.

 

Sarau Junino

 

No Centro de Referência de E.J.A Prof. Severino Uchôa aconteceu também nesta terça-feira, 26, o III Sarau Junino, com muita alegria e animação. A festa teve como tema: Cultura, Arte e Diversão do Nosso Povo. "Nosso objetivo é a integração entre alunos e a comunidade escolar, além de despertar nos estudantes a cultura sergipana, mostrando os santos, os trajes, as comidas típicas, e fazendo com que tenham esse aprendizado", explicou a diretora Edneuza Lessa dos Santos Feitosa.

 

No Sarau Junino os alunos montaram sete barracas, cada uma com um tema. Foram elas: Estrela Nordestina, Coisas da Gente, Manifestações Culturais, Casamento Caipira, Quadrilha, Jogos e Brincadeiras, e Correio Fraterno. Uma das barracas que mais fizeram sucesso foi a do casamento caipira, representada pelos alunos Gisely Maciel e Edson Luiz.

 

"Nós aprendemos mais sobre a nossa cultura. Além disso, junta os alunos para ter um convívio melhor e uma boa festa junina", disse Gisely.

 

 "Esse Sarau dá uma maior harmonia entre todos os alunos e direção da escola. Estamos curtindo bastante", afirmou Edson Luiz.

 

A professora Luciana Shunk Rabelo estava junto com seus alunos em uma das barracas, e demonstrou satisfação com a realização do evento. "Fala da nossa história, cultura, costumes e tradições. É importante para resgatar algumas brincadeiras que ficaram perdidas. É bom o aluno vivenciar essas experiências e celebrar as festas juninas", explicou.

 

A animação do III Sarau do Severino Uchoa contou com a participação da banda Adson e Forró da Curtição, que colocou todo mundo para dançar.

 

Nelson Mandela

 

No Colégio Estadual Nelson Mandela, alunos e professores também estão em fase de comemorações do Santo Antônio, São João e São Pedro. Na manhã desta terça-feira, os estudantes dançaram animadamente, um forró ao som de Simone Andrade e Banda. Houve também o sorteio de um balaio junino.

 

Já pela tarde, serão realizadas apresentações de duas quadrilhas, sendo uma formada pelos alunos da escola, e outra o tradicional grupo Cacimba Nova. "Preservar a cultura sergipana e nordestina, o forró. E hoje estamos trazendo uma banda formada por um professor da nossa escola, o André Lessa, de Biologia", e isso é uma forma de prestigiar a música sergipana", disse.

 

Outra unidade de ensino que está comemorando o ciclo junino é Colégio Estadual Dr. Carlos Firpo, na Barra dos Coqueiros.

 

Segundo a técnica pedagógica Jucelene Alves, o evento aconteceu na quarta-feira passada, 20, e continua nesta terça-feira, 26. "Tivemos Quadrilha Buscapé, sorteio de balaios, brincadeiras juninas, muita dança, forró e animação. O primeiro dia foi para os alunos do ensino médio e Pré-Seed da noite. Já hoje será para o ensino fundamental maior e ensino médio da turma da tarde, que contarão com a apresentação de um trio pé de serra", explicou.