Notícia do Portal

27/06/2018 09:00

Secretaria de Educação alinha ações do Mais Alfabetização e do Novo Mais Educação

O encontro reuniu coordenadores municipais que aderiram a estes programas do Governo Federal coordenados em Sergipe pela Seed

 

Por intermédio do Serviço de Ensino Fundamental do Departamento de Educação, a Secretaria de Estado da Educação (SEF/DED/Seed) promoveu nesta terça-feira, 26, um encontro com todos os coordenadores municipais dos Programas Novo Mais Educação e Mais Educação.

 

A reunião, realizada no Complexo Administrativo e Pedagógico da Seed, em Aracaju, objetivou alinhar as estratégias de atuação das equipes envolvidas na execução desses dois programas do Ministério da Educação (MEC) e a socialização de experiências entre os participantes.

 

Ao abrir o encontro, a diretora do Departamento de Educação da Seed, Ana Lúcia Lima, agradeceu o empenho dos coordenadores e enfatizou a importância do trabalho de integração promovido pela Secretaria de Educação com os coordenadores municipais dos referidos Programas. A professora Ana Lúcia aproveitou a oportunidade e correlacionou as atividades desenvolvidas na execução do Mais Alfabetiza e Novo Mais Educação com a Base Nacional Comum Curricular.

 

Coordenadora Estadual do Programa Novo Mais Educação, Yonah Barbosa, apresentou a equipe de trabalho, composta por Sarana dos Santos Firmino e  Maria Suzana dos Santos, e  ressaltou que a reunião visou também apresentar as ações do Programa Novo Mais Educação (PNME), com foco no trabalho a ser realizado em 2018.

 

Após esse momento com a equipe do PNME, a chefe do Serviço de Ensino Fundamental, professora Kelly Valença, apresentou a equipe que compõe a Coordenação Estadual do Programa Mais Alfabetização, que é composta por Sônia Vasconcelos Kerner e Jéssica Messias (DED/Seed) e Márcia Virgínia Barreto (representante da Undime/SE).

 

As coordenadoras conduziram a reunião apresentando a importância do Programa Mais Alfabetização (PMALFA) como uma estratégia para alcançar a meta 5 do Plano Nacional de Educação, bem como alfabetizar todas as crianças, no máximo, até os 8 anos de idade durante os cinco primeiros anos do Plano Nacional de Educação. "É uma meta importante porque estabelece um denominador comum e gera um compromisso para toda a sociedade brasileira", completou Sônia Kerner.

 

Foi apresentado aos coordenadores municipais o quadro com   resultado das Avaliações Diagnósticas por município, orientações pedagógicas de como executar o PMALFA e também foram dadas instruções para alimentação do Sistema de Monitoramento CAED digital.

 

Importante

 

Para o coordenador do Mais Alfabetização no município de Itabaiana, Carlos Alberto Gois, a reunião serviu para aprimorar a execução do programa nas escolas da rede de ensino itabaianense. "Aqui temos contato com outros coordenadores, discutimos a respeitos das dificuldades e soluções para enfrenta-las ao longo do desenvolvimento do Programa Mais Alfabetização em nossa rede. Uma interação fundamental ao nosso trabalho", afirmou Alberto.

 

Segundo Valdson Junior, coordenador do Mais Alfabetização e do Novo Mais Educação na Rede de Ensino do município de Riachão do Dantas, os dois programas têm sido muito importantes para as redes municipais de Educação.

 

"Tivemos um encontro bastante positivo, seguramente. Estamos discutindo e alinhando ações de Educação Integral para os nossos alunos a partir da implantação desses programas na rede pública municipal, com ênfase, sobretudo, no Português e na Matemática", disse o coordenador.

 

Durante a reunião de trabalho, foram feitos encaminhamentos acerca de como os coordenadores devem proceder para realizar o Desenvolvimento Profissional dos Professores Alfabetizadores e Assistentes de Alfabetização em seus municípios.

 

"O espaço para dúvidas e esclarecimentos foi importante porque houve a socialização de questionamentos comuns a todos", ressaltou Sônia Kerner.

 

Mais Alfabetização

 

O Programa Mais Alfabetização é uma estratégia do Ministério da Educação para fortalecer e apoiar as unidades escolares no processo de alfabetização dos estudantes regularmente matriculados no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental, para fins de leitura, escrita e matemática, dos estudantes no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental.

 

Tem como principais finalidades a alfabetização (leitura, escrita e matemática) dos estudantes regularmente matriculados no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental, por meio de acompanhamento pedagógico específico; e a prevenção ao abandono, à reprovação, à distorção idade/ano, mediante a intensificação de ações pedagógicas voltadas ao apoio e ao fortalecimento do processo de alfabetização.

 

Novo Mais Educação

 

O Programa Novo Mais Educação visa contribuir para a alfabetização, ampliação do letramento e melhoria do desempenho em língua portuguesa e matemática das crianças e dos adolescentes, por meio de acompanhamento pedagógico específico.

 

Esta estratégia do MEC objetiva ainda reduzir o abandono, a reprovação, a distorção idade/ano, mediante a implementação de ações pedagógicas para melhoria do rendimento e desempenho escolar. Busca também contribuir com a melhoria dos resultados de aprendizagem do ensino fundamental, nos anos iniciais e finais, e com a ampliação do período de permanência dos alunos na escola.

 

As escolas que aderiram ao plano de cinco horas de atividades complementares por semana realizaram duas atividades de Acompanhamento Pedagógico, sendo uma delas para reforço em Língua Portuguesa, com duas horas e meia de duração, e outra para reforço em Matemática, com duas horas e meia de duração.

 

As unidades escolares que ofertarem 15 horas de atividades complementares por semana realizam duas atividades de Acompanhamento Pedagógico, totalizando oito horas, e outras três atividades de escolha da escola.