Notícia do Portal

08/11/2018 09:18

Secretário de Educação prestigia comemorações dos 50 anos da Universidade Federal de Sergipe

 

Solenidade contou com entrega do título de Doutor Honoris Causa a Paulo Freire e título de Professor Emérito a nomes de destaque da UFS

 

Por Ítalo Marcos

 

O secretário de estado da Educação, professor Josué Modesto, participou na noite de quarta-feira, 7, das comemorações dos 50 anos da Universidade Federal de Sergipe, representando o governador do Estado, Belivaldo Chagas. A solenidade, que faz parte da programação da V Semana Acadêmica da UFS (Semac), foi realizada no auditório da Reitoria, campus de São Cristóvão, e contou com a entrega de títulos de Professor Emérito a oito professores da instituição, além da entrega do título de Doutor Honoris Causa ao educador Paulo Freire (in memoriam).

 

Segundo o Estatuto da UFS, o título de doutor honoris causa é concedido a personalidades que se destacaram pelo saber, seja pela atuação em prol da Filosofia, Ciências, Técnica, Artes e Letras, seja pelo melhor entendimento entre os povos ou em defesa dos direitos humanos.

 

Durante o evento, o secretário Josué Modesto, que foi reitor da UFS no período de 2004 a 2012, reencontrou amigos e parabenizou os homenageados, destacando a importância desta comemoração. "Cinquenta anos é algo marcante, mas a UFS tem a tradição de, anualmente, em torno do seu aniversário, homenagear professores e figuras de destaque nacional. Hoje temos uma homenagem póstuma muito oportuna e muito bem lembrada, pois Paulo Freire é um inspirador dessa importante vertente do pensamento da educação brasileira, e que conta com repercussão internacional. A UFS está cumprindo o seu papel de cultivar os melhores valores acadêmicos", declarou.

 

Homenagens

 

O educador, pedagogo e filósofo brasileiro Paulo Reglus Neves Freire, considerado um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia mundial, recebeu o título de Doutor Honoris Causa (in memoriam), concedido pelo Conselho Universitário da UFS.

 

A vice-reitora da Universidade Federal de Sergipe, Iara Maria Campelo, teceu palavras sobre o homenageado. "Na tentativa de silenciá-lo, que se avizinha, cabe a todos continuar a reverenciá-lo, com inspiração e respeito a esse que é o terceiro teórico mais citado em trabalhos acadêmicos no mundo. Agradeço à vida por poder prestar essa merecida homenagem ao patrono da educação brasileira, bem como aos professores aqui presentes, que ao longo de suas histórias participaram na construção dos cinquenta anos da UFS", disse.

 

Foram agraciados com o título de Professor Emérito, destinado aos que se aposentaram e alcançaram notabilidade na pesquisa ou no ensino, os seguintes professores: Djalma Andrade, Josias Máximo de Jesus (in memoriam), Lindete Amorim Santos, Marlene dos Santos Alves, Napoleão dos Santos Queiroz, Ruy Belém de Araújo, Tânia Elias Magno da Silva e Tânia Maria Vieira Fortes.

 

Também estiveram presentes à solenidade a deputada Ana Lúcia Menezes, representando a Assembleia Legislativa de Sergipe, o presidente do Conselho Diretor da UFS, Jubiano Borges Garcia, entre outros convidados.