Notícia do Portal

10/01/2019 15:54

Governo de Sergipe celebra parceria com Mira Educação para implantação de diário de classe digital

O aplicativo Mira Aula possibilitará à Rede Estadual ter um diário de classe eletrônico, sem custos financeiros para o Estado, para apoio a professores, gestores escolares, alunos e pais de estudantes.


Por intermédio da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), o Governo de Sergipe firmou parceria nesta quinta-feira, 10, com a Mira Educação, para utilização do Mira Aula, um diário de classe digital desenvolvido para smartphones que permite gerenciar, de modo ágil e fácil, processos de gestão escolar e de aprendizagem de escolas da rede pública.

 

Doado ao Estado gratuitamente, o aplicativo digital Mira Aula, que será implementado como piloto, inicialmente, nas escolas de tempo integral da Rede Estadual de Ensino, requer pouco espaço de memória para instalação, pode rodar off-line, ou seja, sem conexão de internet, e não consume dados de navegação de internet do usuário. Ao acessar um ambiente com rede de internet, o sistema transmite as informações lançadas na plataforma, que funcionará integrada ao SIGA (Sistema Integrado de Gestão Acadêmica/Seduc).

 

Com essa parceria, explica o secretário de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, professor Josué Modesto dos Passos Subrinho, a Mira e a Seduc implementarão ações pedagógicas de apoio ao professor, ao gestor escolar, ao aluno e ao responsável legal, como também a aplicação de avaliações diagnósticas periódicas do sistema.

 

"Nosso objetivo final com a adoção desse sistema é aproximar as famílias das escolas, através de uma ferramenta moderna [celular], que permite aos pais acompanhar a frequência escolar do filho e receber da escola mensagens de texto sobre o comportamento do estudante, tanto de caráter elogioso quanto de pontos a melhorar. Vai facilitar ao professor o registro da frequência diária e dos conteúdos programáticos, que poderão ser lançados na plataforma em qualquer smartphone", afirma Josué Modesto.

 

De acordo com Paula Carneiro, coordenadora de relações governamentais da Mira Educação e representante da empresa no ato de assinatura do Termo de Doação, o sistema foi pensado de modo a utilizar a tecnologia em favor da gestão escolar, "para empoderar a comunidade escolar, integrar os atores da escola, facilitar o trabalho dos professores e auxiliar os gestores escolares e as secretárias de Educação na tomada de decisões com relatórios gerados em tempo real e diagnósticos de avaliação", salientou.

 

Paula destacou que, atualmente, o Mira Aula - aplicativo desenvolvido pela Mira Educação, startup criada há apenas três anos - é utilizado por 5.500 escolas públicas em 14 estados brasileiros, e já ofereceu soluções para cerca de 2,3 milhões de alunos e quase 140 mil professores.

 

Formalizada a parceria, o diretor da Coordenadoria de Informática da Seduc, Alexandre Veras, alinhou e ajustou detalhes técnicos e operacionais do sistema com desenvolvedores da Mira Educação para o início da implementação do software, que deve ocorrer a partir do ano letivo 2019 nas escolas de tempo integral da Rede Estadual de Ensino. "Após a fase de testes, avaliaremos o sistema e pretendemos expandir a sua utilização às demais escolas da Rede Estadual", frisou Alexandre.

 

Acompanharam também o secretário Josué Modesto a chefe de Gabinete da Seduc, Rosilene Maria; o professor Cláudio Macedo, assessor especial do Gabinete; e a jornalista Gleice Queiroz, coordenadora de Comunicação Social da pasta.