Conselho Estadual de Educação empossa representante da Undime/SE, professora Josevanda Mendonça Franco

23/02/2024 15:06

A secretária municipal de educação de Nossa Senhora do Socorro é a representante dos secretários municipais de educação no colegiado estadual

 

Os 75 secretários municipais de educação de Sergipe a partir desta quinta-feira, 22, têm representação no Conselho Estadual de Educação de Sergipe. A presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime/SE) e secretária municipal de Educação de Nossa Senhora do Socorro, professora Josevanda Mendonça Franco, foi empossada como conselheira em sessão festiva realizada na Plenária do CEE, em Aracaju.

 

O secretário de Estado da Educação e da Cultura, Zezinho Sobral, participou da solenidade e fez um balanço das principais ações do Governo em prol da qualidade do ensino. Zezinho Sobral voltou a confirmar o regime de colaboração entre o estado e os municípios como de suma importância para a Educação e afirmou que a presença da professora Josevanda Franco e da Undime no Conselho Estadual de Educação é um grande acréscimo para a educação de Sergipe. 

 

“O Secretário Municipal de Educação tem que estar presente no Conselho e vai engrandecer bastante a construção das políticas de Estado não somente para a rede pública, mas também para a rede de educação de Sergipe, sem distinção”, disse.

 

A posse contou com a presença do vice-presidente da Undime/SE e dirigente municipal de Aracaju, Ricardo Abreu, além dos secretários de Lagarto, Magson Almeida; de Campo do Britto, Perla Reboiras; de Ribeirópolis, Maria Jeane; de Estância, João Luiz Dória, e de Pedrinhas, Ana Lourdes.

 

Em seu discurso de posse, a professora Josevanda Franco lembrou-se dos mais de 40 anos dedicados à Educação de Sergipe e agradeceu a todos que com ela militam para a construção de uma educação com qualidade. 

 

Ela afirmou que a Undime tem sido extremamente presente nas decisões da Educação Brasileira, e lembrou que só ela representa a Undime em quatro grandes comissões nacionais, todas com a função de retomada da Educação para as relações étnico-raciais, educação em direitos humanos e na perspectiva inclusiva. 

 

"Hoje estou aqui com perspectiva de contribuir com o Conselho Estadual. É um privilégio dividir com tantas pessoas boas. Tenho a certeza de que trocaremos conhecimento, mas, acima de tudo, o compromisso que temos com a educação de qualidade", disse.